SPED Fiscal – Bloco K: os olhos da Receita Federal no processo de produção das empresas

SPED Fiscal – Bloco K:  os olhos da Receita Federal no processo de produção das empresas

A implantação de um sistema de gestão de qualidade proporciona além da possibilidade de ampliar mercados, uma série de vantagens para as empresas: aumenta o nível de organização interna, o controle da administração e a produtividade.

Além desses benefícios, também leva a redução de custos e do número de erros e melhora a credibilidade junto a seus clientes.

A busca por qualidade envolve um conjunto de ações, entre as quais se destacam: avaliação da conformidade de materiais, formação e requalificação de mão-de-obra, normalização técnica, capacitação de laboratórios, avaliação de tecnologias inovadoras, informação ao consumidor e promoção da comunicação entre os setores envolvidos. Dessa forma, espera-se o aumento da competitividade no setor, a melhoria da qualidade de produtos e serviços, a redução de custos e a otimização do uso dos recursos.

Planejamento

Para se iniciar um processo de implantação de sistema de gestão de qualidade, as empresas devem se planejar, seguindo uma estrutura conforme abaixo:

Mago.NET Mago.NET é a solução ERP que permite um controle eficiente e pontual de estoque e dos processos de produção das empresas. Inclui recursos para projetar os produtos, orçar custos de produção, levantar os custos efetivos além de controlar os recursos utilizados nos processos de produção. Mago.NET já permite a geração do SPED Fiscal e já está pronto para gerar o bloco K exigido pelo Fisco a partir de 2016. Clique aqui para saber mais sobre Mago.net

Melhoria na Gestão da Documentação

Com um sistema de ERP que ofereça um modulo para o Controle de Qualidade percebe-se dentro da gestão da documentação:

a) Melhor controle para aprovação de documentos quanto sua adequação, antes de sua emissão;

b) Melhor gestão de análise critica e atualização da documentação;

c) Garantia de que alterações e situação da revisão atual dos documentos sejam identificadas;

d) Garantia de que as versões pertinentes de documentos aplicáveis estejam disponíveis em seu local de uso;

e) Garantia de que os documentos permaneçam legíveis e prontamente identificáveis;

f) Garantia de que documentos de origem externa necessários para o planejamento e operação do sistema de gestão da qualidade sejam identificados e sua distribuição controlada;

g) Garantia que evitam o uso não pretendido de documentos obsoletos;

h) Melhor gestão de controle para identificação, armazenamento, proteção recuperação retenção e disposição de registros.

Melhoria no Gerenciamento dos Processos

Para que as organizações funcionem de forma eficaz, elas têm que identificar e gerenciar processos inter-relacionados e interativos.

A identificação sistemática e a abordagem dos processos empregados na organização e, particularmente, as interações entre tais processos são conhecidas como “Gestão por processos”.

O Mapeamento de Processo dentro de um sistema de gestão da qualidade implantado é uma ferramenta gerencial e de comunicação que tem a finalidade de ajudar a melhorar os processos existentes ou de implantar uma nova estrutura voltada para processos.

O mapeamento também auxilia a empresa a enxergar claramente os pontos fortes, pontos fracos (pontos que precisam ser melhorados tais como: complexidade na operação, reduzir custos, gargalos, falhas de integração, atividades redundantes, tarefas de baixo valor agregado, retrabalhos, excesso de documentação e aprovações), além de ser uma excelente forma de melhorar o entendimento sobre os processos e aumentar a performance do negócio.

Alguns benefícios:

- Melhor entendimento do negócio como ele é e como ele deve ser;

- É possível analisar e melhorar os processos de negócio;

- Requisitos mais claros, tornando o desenvolvimento de sistemas mais fácil de gerenciar;

- Redução do tempo de execução;

- Melhoria da qualidade;

- Padronização.

Melhoria nas Práticas de Comunicação Interna

Com um sistema de Gestão da Qualidade implantado, percebe-se uma melhora significativa dos processos de comunicação interna tais como, gestão por e-mails, malas diretas, gestão à vista, onde todos os colaboradores são qualificados a executarem as práticas estabelecidas de forma homogenia.

Melhoria na Padronização e Produtividade

Segundo W.E. Deming (1982), “a produtividade é aumentada pela melhoria da qualidade. Esse fato é bem conhecido por uma seleta minoria”. As organizações são constituídas de três elementos básicos:

a) Equipamentos e materiais (hardware)

b) Procedimentos (software)

c) Ser Humano (humanware)

Baseado nessas informações, como as empresas devem se preparar para ter máxima produtividade? Melhorando os três itens acima descritos.

O sistema de gestão da qualidade implantado propicia uma melhor gestão de suprimentos para que possamos fazer aporte de capital. Também facilita o processo de melhoria do desenvolvimento humano através de um processo de recrutamento padronizado, da contínua qualificação de seus funcionários, do treinamento on the job, etc.

Só é possível melhorar a documentação através das pessoas, por isso, ser humano é a engrenagem essencial para melhoria da produtividade.

Ao analisar o exposto no desenvolvimento desse artigo, os benefícios em implantar sistemas de gestão da qualidade oferecem melhorias para várias partes interessadas:

Para as empresas, a oportunidade de aumentar sua competitividade, por meio da redução de desperdícios, melhor formação dos profissionais, melhor gestão e acesso aos projetos, materiais, componentes e adequação das normas técnicas.

Para o cliente, a oportunidade para utilizar seu poder de compra, dando preferência às empresas que produzem com qualidade.


Fonte: